Notícias

33º EIA: CFFa precisa atualizar suas disposições sobre procedimentos remotos

Chao Lung Wen e Carmen Barreira-Nielsen durante o 33ºEIA (S.D.)

O Fórum de Telessaúde do 33º Encontro Internacional de Audiologia evidenciou a necessidade de se revisar a Resolução nº427, de 1º de Março de 2013 do Conselho Federal de Fonoaudiologia que dispõe sobre a regulamentação da Telessaúde na área.

Leia mais...

INAD 2018: "O legal do som – para que a diverSÃO não vire perturbaSOM”

INAD

Esse ano, o Dia Internacional da Conscientização sobre o Ruído (INAD na sigla inglesa) buscará chamar a atenção do público para a legislação relativa à poluição sonora que vigora no país.

Leia mais...

TAN: O médico deve intervir já na primeira falha?

Essa foi a recomendação feita pelo Dr. Rodrigo Guimarães Pereira do Hospital do Pequeno Príncipe em Curitiba (PR), durante a reunião do Comitê multiprofissional em saúde auditiva (COMUSA) que ocorreu no 33º EIA.

Leia mais...

Lançada no 33º EIA, edição 45 tem enfoque no tema da exposição sonora

EducaSOM

O dossiê da publicação examina as consequências da exposição a sons – desejados ou não –, e mostra os questionamentos em relação à desafiadora conscientização dos jovens sobre os riscos desta exposição.

Leia mais...

Cão incrementa intervenções fonoaudiológicas com idosos

Cortesia: Glicia Ribeiro de Oliveira

Catalogado como “melhor amigo do homem”, Canis lupus familiaris – o cachorro – ocupa espaço central na literatura que estuda as Intervenções e as Atividades Assistidas por Animais (IAA/AAA), isto é, a incorporação proposital de animais ao tratamento humano.

Leia mais...

No Brasil, protetores auditivos para o público em geral são pouco acessíveis

Num período em que vem crescendo o número de ações visando conscientizar a população sobre as consequências negativas da exposição a níveis sonoros de forte intensidade, os profissionais do país se queixam da ausência de protetores auriculares em farmácias e supermercados.

Leia mais...

Dispositivo experimental busca aliviar zumbido com “estimulação bimodal”

University of Michigan

Desenvolvida na Universidade de Michigan, a abordagem associa dois tipos de estimulação: sonora e somatossensorial. O dispositivo fornece som de mascaramento no ouvido, e, alternadamente, uma leve estimulação elétrica apresentada na bochecha ou no pescoço.

Leia mais...

Projeto vai inserir estratégias do “Dangerous Decibels” no Programa Saúde na Escola

Julie McGuire

Idealizado pela otorrinolaringologista Lys Gondim no âmbito de um projeto de doutorado pela Universidade Tuiuti do Paraná, o empreendimento tem como objetivo implantar e avaliar ações educativas visando, a partir de 2018, a promoção da saúde auditiva em crianças e jovens das 42 escolas municipais de Itajaí (SC).

Leia mais...

Zumbido, Canadá e inteligência artificial no menu da Audiology Infos 44

A última edição de 2017 tem enfoque no paciente com zumbido e traz artigos de três especialistas nacionais que buscam mostrar os diferentes estágios do processo de atendimento (Gisele Munhóes), as etapas para se realizar uma acufenometria de qualidade (Katya Freire) e o porquê e o como do aconselhamento (Keila Knobel).

Leia mais...

ORL franceses precisam melhorar sua abordagem com implante coclear

doctissimo

O levantamento realizado em cinco países da Europa (Alemanha, Inglaterra, França, Áustria e Suécia) mostrou níveis de informações similares sobre o dispositivo, mas também evidenciou que, na França, os médicos tendiam a considerar o dispositivo pelo lado negativo.

Leia mais...